Skip to main content

Benefícios

Plano geral de drenagem de lisboa

- Prepara a cidade para os eventos extremos provocados pelas alterações climáticas; 

- Reduz significativamente as inundações e cheias e os consequentes custos sociais e económicos;

- Cria a infraestrutura que permite a reutilização de águas para lavagem de ruas, regas de espaços verdes e reforço de redes de incêndio; 

- Fecha o ciclo urbano da água – permitindo diminuir a “fatura” da água potável.

Quais as vantagens adicionais associadas à construção dos túneis?

Apesar de o principal objetivo ser desviar caudais excessivos - até um tempo de recorrência de 100 anos, mitigando os impactes sociais, económicos e ambientais das inundações -, a construção dos túneis vai ter também em consideração 3 questões ambientais de relevo:

Estas bacias antipoluição irão captar e armazenar as primeiras águas da chuva (as mais poluídas por trazerem os resíduos depositados na superfície dos pavimentos) conduzindo-as posteriormente às fábricas de água (ETARs), já com um prévio tratamento de decantação. Desta forma será possível aumentar significativamente os volumes de água já tratada que são conduzidas ao rio Tejo, minimizando os seus níveis de poluição.

Outra vantagem na construção destas estruturas será a possibilidade de se utilizar água reciclada para lavagem de pavimentos, regas e incêndios. Isto será possível porque, nos túneis, será construída tubagem que conduzirá a água reciclada (das fábricas de água até às bacias antipoluição em sentido inverso ao da drenagem).

Esta água reciclada será reservada em depósitos independentes, dentro das bacias antipoluição que por sua vez alimentarão os marcos de água reciclada a instalar na cidade (estruturas de cor roxa, distintas dos atuais hidrantes vermelhos, abastecidos com água potável).

Na Bacia antipoluição de Monsanto/Campolide vai-se construir um compartimento onde, posteriormente, se pode garantir um caudal mínimo de água do Caneiro de Alcântara a ser conduzida por tubagem própria dentro do Caneiro, que poderá alimentar uma central mini-hídrica contribuindo para a redução significativa do consumo de energia elétrica na Fábrica da Água através desta Central sustentável.

Resiliência a cheias

Reaproveitamento de água

Bacias antipoluição

21 817 74 35 | 9h - 18h (dias úteis)
plano.drenagem@cm-lisboa.pt